Apresentação

   

A história dos portos brasileiros começa no início da Colônia, no local onde os portugueses, em 1549, fundariam a Capital dos seus domínios na América. Salvador nasce, então, como consequência das excelentes condições portuárias da Baía de Todos os Santos, se tornando durante dois séculos, o principal destino das embarcações que cruzavam o Atlântico na rota comercial entre o Novo e o Velho Mundo.

Um conjunto de trapiches e pequenos ancoradouros em pontos diversos formava a estrutura portuária da capital baiana até que, em 13 de maio de 1913, o então governador José Joaquim Seabra inaugurou o porto organizado, a partir do aterramento de uma extensa faixa do bairro do Comércio. O Porto de Salvador, reconhecido na época como uma das grandes obras de infraestrutura do País.

Hoje, o Porto de Salvador desempenha um papel decisivo para a economia baiana, se destacando na movimentação de contêineres, cargas gerais, trigo, celulose e frutas, beneficiado, entre outros fatores, por sua posição estratégica em relação ao Continente Europeu e o Mercosul. Sua área de influência inclui, além da Bahia, o norte de Minas Gerais, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará. É também um dos principais destinos das rotas de cruzeiros marítimos do litoral brasileiro.

Nos últimos anos, o Porto de Salvador tem recebido substanciais investimentos na sua infraestrutura, a exemplo da Via Expressa, que o interliga a BR-324, a dragagem do seu canal de acesso, a construção do novo terminal marítimo de passageiros e a modernização,  compra de novos equipamentos para o Terminal de Contêineres e modernização da estrutura de recepção de trigo.



CODEBA © 2024 Todos os Direitos Reservados
Logotipo da Interagi